• Jéssica Freitas

Resenha: A Quinta Onda - Rick Yancey

Atualizado: 25 de Out de 2019


Sinopse: Depois da primeira onda, só restou a escuridão. Depois da segunda onda, somente os que tiveram sorte sobreviveram. Depois da terceira onda, somente os que não tiveram sorte sobreviveram. Depois da quarta onda, só há uma regra: não confie em ninguém. Agora A QUINTA ONDA está começando... Cassie está sozinha, fugindo dos Outros. Ela vive em uma Terra devastada, onde qualquer pessoa, até mesmo uma criança, pode ser o inimigo. Um inimigo que parece humano, que espreita em todos os lugares, pronto para aniquilar os últimos sobreviventes. Permanecer sozinha é permanecer viva - Cassie acredita nisso até encontrar Evan Walker. Mas será que ela pode confiar nele? Será que ele pode ajudá-la a resgatar o irmão? Chegou o momento em que Cassie deve escolher entre a esperança ou o desespero, entre enfrentar os Outros ou se render ao seu destino, entre a vida ou a morte. Entre desistir ou lutar!

Nota: 4/5 ♥

Editora: Fundamento

Páginas: 368

Compre (e ainda apoie o blog ♥): Amazon


♥ RESENHA ♥

Em A Quinta Onda, Rick Yancey aborda um tema já antes visto uma centena de vezes — invasão alienígena — e, de alguma forma, consegue encontrar um meio de nos mostrar um lado completamente novo e intrigante desse já muito explorado assunto.

“Esqueça os discos voadores, homenzinhos verdes, e aranhas mecânicas gigantes cuspindo raios de fogo. Esqueça as batalhas épicas com tanques e jatos de guerra e a vitória final para nós, humanos intrépidos, brigões e indomados sobre o enxame de olhos esbugalhados. Isso está tão distante da verdade quanto o seu planeta agonizante se encontrava do nosso planeta vicejante.
A verdade é: quando nos encontrarem, a gente já era.”

O que mais me atrai nesse livro é a criatividade com a qual o autor consegue moldar uma história cujo tema não poderia ser mais frequente: alienígenas. Estamos acostumados a imaginar alienígenas como seres verdes, de antenas, criaturas vindas do espaço para nos destruir ou estudar nosso modo de vida, monstros que descem do céu com todo seu poder de fogo voltado para nós.


Mas Rick Yancey nos oferece uma perspectiva muito mais interessante: e se de repente a humanidade fosse confrontada com a visão de uma estranha nave pairando em absoluto silêncio sobre suas cabeças, sem expressar qualquer vontade de fazer contato?


Nos primeiros dias, foi o que aconteceu. Então, veio a primeira onda: um pulso eletromagnético que deixou o mundo todo em completa escuridão, matando meio milhão de pessoas. A segunda onda veio logo depois, na forma de desastres naturais, como tsunamis e terremotos, varrendo mais uma boa parcela da humanidade. Então, a terceira: pestilência, um vírus disseminado usando pássaros que matou ainda mais milhões. Por fim, a quarta onda: os Outros, escondidos na Terra, de aparência humana, apenas esperando para matar os sobreviventes das ondas anteriores. Agora, a quinta onda está prestes a acontecer, e a missão de Cassie Sullivan é salvar seu irmão, de quem foi separada durante a quarta onda, não importa o preço.


A narrativa se passa toda em primeira pessoa, alternando entre os pontos de vista de Cassie e Zumbi — que é obviamente apenas um nome de guerra, ganho depois de ele sobreviver à pestilência e entrar para o exército — e flui maravilhosamente bem no meu ponto de vista. Apesar de ser um livro extenso, dá para ler super-rápido já que o livro é cheio de diálogos diretos, sem muita enrolação, e te prende com facilidade tanto pelo enredo em si quanto pelos personagens ótimos.


Gostei mesmo dos personagens principais...com exceção do Evan. Não me odeiem! Achei que Yancey concedeu a dose certa de profundidade para Cassie e Zumbi, por exemplo, mas deixou Evan um tanto quanto superficial demais, perfeito demais ao mesmo tempo que me pareceu quase apático em muitos momentos. Talvez isso se deva ao ar de mistério que foi criado em volta dele, ou seja apenas uma coisa minha, mas achei difícil me importar com o que acontecia com ele a maior parte do tempo.


Apesar de ter alguns pontos bem previsíveis (olá, romance clichê), boa parte da história tem reviravoltas ótimas, é bem construída e retrata um assunto que não é nada novo de uma forma completamente nova. Uma leitura muito válida para quem gosta de distopias como eu.


Não se esqueça de marcar a página no seu livro, e me contar aqui nos comentários a sua opinião sobre A Quinta Onda! ♥

sobre
Mim

©2019 por marqueapagina. Orgulhosamente criado com Wix.com